sábado, 18 de agosto de 2012

Um amor inesperado - Capítulo 4

4 comentários
No dia seguinte quando Carolina ligou o seu telemóvel tinha uma mensagem daquele número misterioso, não era desta vez que Carolina descobrira quem estava a fazer aquilo pois aquela mensagem continha apenas uma morada e duas palavras: "Mon mystère" (significava em português: " O meu mistério ")
Pegou no telemóvel pela centésima vez, leu novamente a mensagem e resolveu ligar para aquele número, mas ninguém atendeu.
De repente o telemóvel tocou, e ela pensou logo que era aquela pessoa desconhecida, mas era apenas Raúl.
Ela com muita vergonha atendeu e só lhe saiu um "Olá" da boca.
Raúl - Bom dia, dormiste bem?
Carolina - Não dormi nada, a minha cabeça está sempre a pensar em como vou resolver isto em que me meti.
Raúl - Agora que aceitaste a minha ajuda, eu vou ajudar-te a encontrar essa pessoa misteriosa.
Carolina - Recebi uma mensagem daquele número que encontrei na parede e tinha uma morada nova. Queres ir lá comigo?
Raúl - Daqui a 20 minutos estou aí. Até já
Carolina - Obrigada pela tua ajuda, até já.

Carolina escolheu a sua melhor roupa para este "encontro". Raúl deixava-a envergonhada e com as pernas a tremer.
A campainha tocou e Carolina desceu as escadas a correr.
Rául - Olá ..
Carolina não se deixou intimidar e deu-lhe um beijo na cara com muito carinho.
Raúl - Não estava à espera disto..
Carolina - Bem, vamos lá então?
Raúl - Só espero que não te desiludas se não encontrarmos lá ninguém.

Quando chegaram à morada, depararam-se com outra biblioteca.
Entraram e Carolina percebera que aquelas palavras na mensagem que recebera era o título de um livro.
Pediu à senhora que ali trabalhara para lhe arranjar aquele livro, quando o agarrou as suas mãos tremeram, folheou o livro e encontrara outro bilhete "Estás quase lá"..
Olhou para Raúl e mostrou-lhe aquele bilhete que por trás trazia outra morada..


Continua..

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Vestidos lindos..

1 comentários
Olá minhas leitoras, hoje vou publicar algo diferente. Encontrei umas famosas com vestidos lindissímos e que eu desejaria muito ter..







~ O que mais gostei foi este último, só que este não foi nenhuma famosa a vesti-lo, mas mesmo assim não deixa de ser lindo ~

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Prenda do dia de anos..

0 comentários
Há uns tempos escrevi aqui no blog que estava indecisa em relação à minha prenda de anos, vocês ajudaram-me a optar por all stars em vez de vans.
E depois surgiu-me outra dúvida em relação à cor que escolheria para comprar.
Ontem estive a ver umas imagens e finalmente me decidi:



Vou comprar all stars cor-de-laranja.. cheguei a esta conclusão pois esta cor dá com castanho, branco, preto, bege e laranja ..
Como as minhas cores preferidas para roupas são estas, optei então por esta cor.

Encontrei estas imagens muito giras..











~ Vou experimentar fazer umas unhas iguais a estas e depois publico como ficaram ~
~ Espero que tenham gostado das imagens ~

Um amor inesperado - Capítulo 3

1 comentários
Carolina não soube o que dizer àquele homem que tinha aparecido na sua vida de repente.
Raúl aproximou-se e agarrou as mãos de Carolina com muita força dizendo :
- Carolina, eu estou aqui para te ajudar, quero que confies em mim e que me deixes estar do teu lado..
Ela olhou nos olhos de Raúl e disse:
- Nunca confiei em ninguém que não conhecesse, e tu não vais ser a excepção. Obrigada por te teres oferecido para me ajudar mas prefiro encontrar o autor desta brincadeira sozinha.
Espero que me desculpes mas estar ao teu lado é uma loucura.

Carolina não esperou que Raúl responde-se e fugiu dali para bem longe, quando deu por si estava junto ao Rio Sena.. sentou-se e ficou a observar os pintores que trabalhavam nas suas telas.
Naquela altura corriam-lhe mil e uma coisas pela cabeça, e não sabia o que fazer a seguir..
Pegou no seu telemóvel e resolveu ligar para aquele número misterioso.
Ninguém atendeu e Carolina decidiu deixar uma mensagem a explicar tudo o que se tinha passado e como tinha arranjado aquele número.
Desorientada e sem querer ir para casa, foi dar umas voltas por aquela que considerava ser uma cidade maravilhosa.
Não conseguia pensar em outra coisa sem ser naquele homem lindo que conhecera.. ela achava-se parva por ter recusado a sua ajuda, seria muito bom ter a ajuda de alguém.
Estava a escurecer e Carolina continuava ali a olhar para as montras das lojas que já se encontravam fechadas.
Decidiu ir a um restaurante qualquer e comer alguma coisa.. mal entrou no restaurante sentiu um calafrio como se alguma coisa fosse acontecer.
Sentou-se e o empregado veio atende-la e perguntou:
- Boa noite, o que vai desejar comer?
Ela reconheceu aquela voz, levantou os olhos da mesa e deparou-se com Raúl..
- O que estás aqui a fazer Carolina?
Carolina não sabia o que fazer, mas o seu instinto dizia para ela reagir e falar com ele.. Levantou-se e abraçou-o com imensa força..
- Desculpa Raúl, não merecias que te tivesse tratado mal, mas eu não sei o que me deu..
- A culpa foi minha Carolina, apareci de repente e pensava que ia ser bem recebido.. mas enganei-me.
- Trabalhas neste restaurante?
- Sim.. faz hoje um mês que trabalho aqui.. Estás disposta a aceitar a minha ajuda nessa tua aventura?
Ela abanara com a cabeça afirmativamente..
- Obrigada Carolina, foi a melhor notícia que já recebi..
Raúl abraçou-a e deu-lhe um beijo na testa. Era estranho como duas pessoas que se conheceram há muito pouco tempo tivessem tanta cumplicidade.

Continua..

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Post sobre amor nº6

0 comentários
Olá queridas leitoras, hoje o post vai ser sobre imagens românticas que encontrei..
Adoro ver estas imagens, que significam muito para mim :)









~ Adorei esta última.. espero que tenham gostado ~

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Um amor inesperado - Capítulo 2

6 comentários
Carolina estava muito indecisa e pensou durante várias horas se deveria realmente ir até aquela morada, mas por fim decidiu arriscar naquela aventura..
Deitou-se bem cedo para de manhã poder ir logo ter aquele sítio misterioso..
Acordou com a filha da sua prima aos saltos em cima da cama e a gritar bem alto, enfim.. ela já sabia que seriam assim as suas mini-férias..
Carolina abriu a janela e como sempre o tempo encontrava-se frio e o céu completamente nublado.
Vestira uma roupinha quente e seguia agora para aquela morada misteriosa, levando consigo aquele livro que a conduzia naquela aventura..
Quando chegou à morada, apenas encontrara uma casa abandonada, mas decidida a levar esta aventura até ao fim e não parar por ali, entrou e numa das paredes estava escrito em letras grandes o seguinte : "Se chegaste até aqui é porque deves ser muito corajosa.."..
Carolina não acabara de ler aquela frase porque de repente entrou um homem muito bem parecido que interrompeu a sua leitura..
Era um homem de estatura média, moreno de olhos azuis que inspirava pouca confiança.. dirigiu-se a Carolina e perguntou-lhe o que estava ali a fazer..
Carolina respondera que tinha simplesmente seguido o instinto dela e estava ali a cometer uma loucura..
Raúl era o nome dele e era um homem muito misterioso.. mas a conversa não terminara ali..
Carolina- "Quem és tu e o que estás aqui a fazer?"
Raúl- "Eu sou o teu anjo da guarda e vou ajudar-te a não te meteres em problemas"
Carolina- "Como sabes o que estou aqui a fazer?"
Raúl- "Acabei de te dizer que sou o teu anjo da guarda, por isso sei tudo o que fazes.."
Carolina- " Deves pensar que não tenho mais nada para fazer do que ouvir essas coisas"

Carolina acabara de ler aquela frase na parede, que no final dizia "encontra a Matilde", ela ficou sem saber o que fazer, mas encontrou um número de telemóvel escrito na parede..
Copiou o número para o seu telemóvel e saiu dali à pressa..
Raúl seguiu-a e disse-lhe para confiar nele, pois só tinha boas intenções..
Carolina olhara para trás fixando os seus olhos nos dele, sentira uma cumplicidade enorme.. houve um clima de vergonha entre eles os dois e Carolina não sabia o que dizer..

Será que ela iria confiar naquele homem que aparecera de repente ?

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Unhas esquisitas..

7 comentários
Hoje vou fazer um post sobre unhas esquisitas.. andava a ver umas imagens e encontrei estas mesmo muito giras/esquisitas..






~ Eram capazes de ter umas unhas assim ? ~

Um amor inesperado - Capítulo 1

4 comentários
Olá minhas queridas leitoras, decidi fazer algo diferente e escrever uma história eu mesma.. Tenho sempre lido histórias de outros blog´s e nunca tentei fazer nada igual.. por isso vou mudar :)
Espero que gostem, e se gostarem comentem :)


" Um amor inesperado " - Capítulo 1

  Tudo começou em Paris, mais concretamente em Auxberviller, Carolina passeava e via as montras de uma rua, que ela dizia ser a mais linda de Paris.
Carolina já tinha vindo a Paris duas vezes, mas desta vez era diferente...
Ela tinha vindo visitar a sua prima que estava a viver em Paris há dois meses. A sua prima tinha-a convidado para vir passar lá uns dias e Carolina aceitara e ali estava.
Uma das suas maiores predições era as baguetes que um café em Paris confeccionava.. Carolina adorava aquele cheirinho do pão acabado de sair do forno, era estaladiço e crocante.. ela pedia sempre com manteiga e comia sempre mais que uma baguete..
O café chamado de " L´amour " era o sítio onde Carolina passava as suas manhãs.
Ela levava o seu livro e passava ali as manhãs a ver as pessoas a passar e a divertir-se com as crianças que ali brincavam.
Naquela manhã de céu muito nublado Carolina acabara de ler o livro que tinha comprado na semana anterior.
Decidiu então ir à biblioteca e requisitar um livro em Francês e aprender alguma coisa..
Quando lá chegou tinha tantos livros por onde escolher que decidiu pedir ajuda, pediu à senhora da biblioteca para lhe arranjar um livro sobre romances inesperados e passado algum tempo lá encontraram o livro ideal, chamava-se " Le Retrouve ", em português significava " O encontro ".
Carolina estava entusiasmada em começar a ler este livro, mas sabia que tinha de ir comprar o seu jantar..
Entrou no primeiro supermercado que encontrou e comprou uma lasanha para fazer no forno e foi a correr para casa da sua prima para ler o seu livro..
Mal chegara a casa da sua prima apercebera-se que não estava ninguém em casa, a filha da sua prima tinha 5 anos e conseguia tirar a paciência a qualquer um e estava sempre aos gritos.
Colocou as compras no frigorífico e reparou num bilhete que lá estava, era a sua prima a avisar que chegaria tarde..
Carolina achou que aquela era a melhor altura para se concentrar no seu livro novo..
Tomou banho depressa, vestiu um pijama quentinho e calçou umas meias felpudas até aos joelhos, ela adorava o tempo frio para poder vestir os seus pijamas quentinhos.
Preparou um chocolate quente e sentou-se no sofá com o seu livro à frente..
Carolina adorava ler, e lia os livros com uma rapidez fora do normal, chegando à página 50 deparou-se com um papel colado com fita cola.
O papel era velho e tinha escrito umas palavras em português: "Quem encontrar este bilhete, procure-me".
Era uma letra escrita à pressa e Carolina ficou realmente curiosa e procurou mais bilhetes ou pistas sobre quem tinha escrito aquilo..
Na última página do livro estava escrita uma morada, Carolina bebia o seu chocolate quente enquanto reflectia se deveria ir lá conhecer aquela misteriosa pessoa..
Será que Carolina iria até aquela morada ?


                                                     Continua..